Ator de Club 57 detalha luta contra a depressão: “Tinha tudo para ser feliz e não era”

Felipe Brandão
Felipe Brandão
Martín Barba como Aurek em Club 57 (Divulgação / Nickelodeon)
Martín Barba como Aurek em Club 57 (Divulgação / Nickelodeon)

O ator mexicano Martín Barba abriu o coração a respeito de sua luta contra a ansiedade e a depressão. Conhecido no Brasil por seu trabalho nas novelas juvenis Eu Sou FrankyClub 57, o intérprete de 31 anos falou sobre o assunto de forma muito franca, durante interação com seus seguidores na plataforma Twitch.

“Desde pequeno sofria de ansiedade, porque cresci em uma família disfuncional. [Com o tempo,] mergulhei fundo em uma depressão, onde não conseguia encontrar sentido nem prazer em nada. Minha ansiedade era tão grande que eu tinha vontade de gritar: ‘cara, vou pular de um prédio, porque sinto uma coisa tão estranha que não sei explicar, e me desespera tanto que não aguento mais'”, detalhou Martín.

“Quando falava sobre isso com meus amigos, eles diziam: ‘Mas por que isso? Você tem tudo!’ E é horrível saber que você tem tudo para ser feliz, mas não consegue ser”, acrescentou, antes de explicar como falou pela primeira vez sobre seu estado emocional com seus pais – com quem, hoje, tem uma ótima relação.

“Uma amiga me recomendou que fosse ao psiquiatra. Quando falei com meus pais, eles não souberam como reagir. Ficaram mudos e apenas alguns dias depois me perguntaram se já tinha tomado alguma medida, se já havia ido ao médico. Acho que nesse momento eu gostaria que eles tivessem tomado um pouco mais as rédeas [da situação], mas foi algo que eu mesmo tiver de fazer.”

Em Club 57, Martín Barba interpreta Aurek, um guardião do tempo que é encarregado de restaurar a linha temporal do ano de 1957 – profundamente modificada depois que dois irmãos adolescentes, Eva (Evaluna Montaner) e Rubens (Sebastián Silva), viajam do ano 2019 para esse período.

Felipe Brandão

Felipe Brandão

Felipe Brandão é jornalista diplomado desde 2012 - mas sua paixão pela TV e pelas novelas, especialmente as latinas, começou desde muito cedo em sua vida. Gosta de tudo o que envolve arte, apesar de seu apreço duvidoso pelos filmes de um certo boneco Chucky... Ninguém é perfeito, né?

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter