Autor da Globo, Gustavo Reiz opina sobre ter Angelique Boyer em sua próxima novela: “Essa atriz é ótima”

Cadu Safner
Cadu Safner
Autor Gustavo Reiz e a atriz mexicana Angelique Boyer (Reprodução: Globo/Instagram/Montagem Estrela Latina)
Autor Gustavo Reiz e a atriz mexicana Angelique Boyer (Reprodução: Globo/Instagram/Montagem Estrela Latina)

O novelista Gustavo Reiz ganhou a admiração de um expressivo número de fãs da atriz Angelique Boyer e de amantes das produções mexicanas ao comentar no Twitter, na sexta-feira (1), sobre Marimar, em cartaz no canal Viva e também no catálogo do Globoplay.

“Sextando com emoção por aqui! De tédio a Marimar não morre, não é? É muita intensidade!”, brincou ele com as enrrascadas vividas pela personagem de Thalía no clássico de 1994.

Nesse sentido, isso bastou para que o adaptador de Dona Xepa (2013), autor da premiada Escrava Mãe (2016) e da recém-reprisada Belaventura (2017), recebesse uma enxurrada de questionamentos sobre produtos do gênero.

Angelique Boyer em Fuzuê?

Para a alegria geral, também fez com que Gustavo Reiz opinasse sobre a possibilidade ter Angelique Boyer em Fuzuê, sua próxima novela na fila das 19h na Globo.

“Essa atriz é ótima. Seria um fuzuê e tanto!”, comentou ele em resposta a um fã que pediu para que ele a convidasse para a novela.

Em seguida, o escritor que por coincidência assina a adaptação do remake de Os Ricos Também Choram (2005), do SBT, revelou alguns gostos pessoas deste nicho de obra.

“Li mais de 20 sinopses [mexicanas]” – Gustavo Reiz

“Meu primeiro trabalho na TV, contudo, foi numa adaptação mexicana para o SBT. E depois voltei a ter contato com os textos mexicanos quando a Record fechou parceria com a Televisa. Li mais de 20 sinopses no original, um material muito interessante”.

“Os Ricos”, poucos sabem, trata-se da versão original de Maria do Bairro. “Assisti as fitas da versão com a Verónica Castro. Que estrela! Que carisma!”, continuou Gustavo, por sua vez ainda revelou que entre as suas mexicanas preferidas estão Rubi (2004) e A Usurpadora (1998), além de “Os Ricos”. Por fim.

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Cadu Safner

Cadu Safner

Jornalista e editor-chefe do site Estrela Latina (Metrópoles), repórter com passagens na RedeTV!, Band, AllTV e no portal Terra. Desempenhou funções em editoriais de moda, política, policial e também assina a coluna Holofote, no site Observatório da TV (UOL).

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter