Autora da saga de livros que inspirou Bridgerton da Netflix reage às mudanças na série

Jonathas Lopes
Jonathas Lopes
Autora de Bridgerton comenta mudanças em adaptação da Netflix (Foto: Montagem/Estrela Latina)

Apesar do sucesso da segunda temporada de Bridgerton na Netflix, a série também gerou muitas críticas de fãs dos livros. Isso aconteceu devido grandes mudanças no enredo que desagradaram os amantes da saga literária.

Nesse sentido, a principal mudança na série que irritou os fãs foi o arco da personagem Edwina (Charithra Chandran), que quase chega a casar com o protagonista Anthony (Jonathan Bailey). Por certo, esse acontecimento não faz parte do livro de base “O Visconde que me Amava“, onde a personagem quase não tem presença.

Autora de Bridgerton reage às mudanças feitas na série da Netflix

Dessa forma, o portal norte-americano Insider entrou em contato com Julia Quinn, a autora dos livros, que comentou sobre a polêmica. Por sua vez, a autora disse que estava ciente das mudanças, além de ter dado carta branca para o roteiro.

Segundo Quinn, ela não participa da escrita dos roteiros, mas ler todos antes de passar adiante. Isto é, ela atua como uma consultora, a fim de preservar a ideia original do produto.

Ainda segundo a escritora, o que fizeram na série foi dar uma construção para Edwina, fato este que ela considerou importante. “No livro, eu trabalhei muito duro. Não queria que ela fosse bidimensional. Eu não queria que ela fosse apenas a boa irmã. Eu não queria que fosse uma competição, mas acho que eles foram capazes de aumentar seu personagem“, pontuou.

Por fim, Julia alegou que está muito feliz com os resultados da adaptação da Netflix. “Não espero que sejam palavra por palavra [dos livros] e não quero que sejam cópias de carbono. É muito legal, você tem essas duas coisas que se complementam muito bem. Você pode assistir à série e ler os livros e ter duas experiências separadas e, ao mesmo tempo, uma grande experiência“, finalizou.

Sobre os livros

Ao todo a série contém 9 livros sobre a familia Bridgerton, publicados desde 2000. Desse modo, cada livro conta a história de um membro dessa deslumbrante família do século XIX na Inglaterra.

Sobre Bridgerton

A série, criada por Chris Van Dusen e também com a produção executiva assinada por Shonda Rhimes, superou todas as expectativas do streaming e se consolidou como um grande sucesso.

De acordo com o portal TVLine, a primeira temporada foi assistida em seus primeiros 28 dias por um total de 82 milhões de lares.

Jonathas Lopes

Jonathas Lopes

Amante de teledramaturgia e cinema. Crítico de televisão nas horas vagas, e apaixonado pelo universo Star Wars.

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter