Cão falante de Marimar virou protagonista de novela em canal corrente

Felipe Brandão
Felipe Brandão
Marimar (Thalía) e seu cachorro, Pulguento (Pulpy) (Divulgação/Televisa)
Marimar (Thalía) e seu cachorro, Pulguento (Pulpy) (Divulgação/Televisa)

A estreia de Marimar na Globoplay voltou a popularizar entre o público atual os personagens da trama, exibida várias vezes pelo SBT desde 1996. Além dos mocinhos, Sérgio (Eduardo Capetillo) e Marimar (Thalía), e de vilões como Angélica (Chantal Andere) e Nicanor (Toño Infante), quem também tem roubado entre a cena entre os fãs do folhetim mexicano é Pulguento, o esperto cãozinho que acompanha a heroína em suas aventuras e até ‘comenta’ as atitudes de sua dona.

Quando a novela foi produzida no México, em 1994, o sucesso de Pulguento foi tanto que seu ‘intérprete’, o cachorro Pulpy, acabou ‘contratado’ pela TV Azteca, principal concorrente da Televisa, para ser protagonista de sua própria novela no canal.

Estamos falando de Tric Trac, novela infantil rodada em 1997 e que contou com Pulpy agora na pele do personagem principal. Tric Trac era um animal muito especial que era perseguido por uma corporação maligna – liderada pela vilã Griselda (Gina Morett) – pelo fato de possuir ossos de ouro e ter também o dom de pensar como humano.

Apesar da aparente despretensão da trama, ela contava com alguns nomes de bastante peso no elenco. Era o caso de Rogelio Guerra, que aqui conhecemos por novelas como Amanhã é Para Sempre (2007) e O Que a Vida me Roubou, e ainda de Bárbara Mori, marcada até hoje pelo papel principal de Rubi (2004).

O projeto, no entanto, foi por água abaixo: Tric Trac foi um estrondoso fracasso de público e crítica ao longo de seus 130 capítulos, e é vista até hoje como uma das produções mais vergonhosas da TV Azteca. O vexame foi tanto que a companhia sequer incluiu o folhetim em seu catálogo de exportação, não obstante seu provável apelo internacional.

Abaixo, você confere a abertura de Tric Trac:

Felipe Brandão

Felipe Brandão

Felipe Brandão é jornalista diplomado desde 2012 - mas sua paixão pela TV e pelas novelas, especialmente as latinas, começou desde muito cedo em sua vida. Gosta de tudo o que envolve arte, apesar de seu apreço duvidoso pelos filmes de um certo boneco Chucky... Ninguém é perfeito, né?

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter