CENSURADA! Nova música de Tini Stoessel está proibida no México

Cadu Safner
Cadu Safner
Tini Stoessel tem música censurada no México (Reprodução: YouTube)
Tini Stoessel tem música censurada no México (Reprodução: YouTube)

A música Miénteme, novo lançamento da argentina Tini Stoessel em parceria com María Becerra, está proibida de ser tocada em emissoras de rádio no México. O motivo está ligado diretamente à letra da música, que escancara questões sobre mulheres submissas.

Censura ou não, o país está passando por uma onda de feminicídio das mais acentuadas e preocupantes da última década. Entretanto, apesar do sucesso instantâneo com o público, a letra expõe a mulher, de um modo geral, a uma subversão de tudo que o governo está tentanto acabar.

Tini Stoessel e a música de submissão e violência

“Por favor, minta para mim. Faça o que quiser comigo” e “Se o olhar pudesse matar, talvez você e eu não estivéssemos vivos para contar”, desse modo, são alguns trechos que impactaram a sociedade mexicana. Atualmente o videoclipe de Miénteme soma mais de 340 milhões de views no YouTube. Uma explosão!

Algo muito parecido aconteceu com Becky G, em 2018, quando a música Mayores foi barrada nos veículos de comunicação pelo mesmo motivo.

Feminicídio na América Latina

Na América Latina, sobretudo, as taxas mais altas de feminicídio são registradas em Honduras (4,7 a cada 100 mil mulheres), na República Dominicana (2,4 a cada 100 mil mulheres) e em El Salvador (2,1 a cada 100 mil mulheres).

Os dados são preocupantes mesmo que esses três países tenham registrado uma redução em relação a 2019. Bolívia, Brasil, Colômbia, Guatemala, Paraguai, Porto Rico e Uruguai são alguns desses.

O relatório do Observatório da CEPAL, entretanto, revela também que Argentina, Chile, México e Nicarágua mantiveram as mesmas taxas de feminicídio de 2019.

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Cadu Safner

Cadu Safner

Jornalista e editor-chefe do site Estrela Latina (Metrópoles), repórter com passagens na RedeTV!, Band, AllTV e no portal Terra. Desempenhou funções em editoriais de moda, política, policial e também assina a coluna Holofote, no site Observatório da TV (UOL).

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter