Com locações em Cancún e Miami, Simone e Simaria lançam ‘No Llores Más’ com Sebastián Yatra

Cadu Safner
Cadu Safner
Simaria e Sebastián Yatra (Foto: Reprodução)
Simaria e Sebastián Yatra (Foto: Reprodução)

Simone e Simaria conheceram Sebastián Yatra durante a primeira vinda do cantor colombiano ao Brasil, no final de 2019, quando ele desembarcou no Rio de Janeiro para uma apresentação com Ivete Sangalo.

No entanto, a conexão das irmãs com cantor foi tão grande que, além de uma amizade, surgiu a ideia de fazer uma participação musical, a canção No Llores Más, lançada hoje, sexta-feira (9). Em entrevista à QUEM, o trio falou sobre todo o processo de criação deste trabalho.

A gravadora me ligou perguntando se a gente poderia prestigiar o show dele. Eu disse: ‘Beleza, mas a gente só vai se você puder apresentar ele para nós duas’. Mandei logo minha tacada de mestre”, relembra Simaria. “Eu queria uma foto com ele”, emenda Simone.

Yatra é um dos mais influentes cantores latinos da atualidade e coleciona parcerias de peso com artistas do mundo todo, que vai de Jonas Brothers a Carlos Vives, passando por Camilo, Daddy Yankee, Natti Natasha, Myke Tower e vários outros.

Com apenas 26 anos, Sebastián Yatra tem mais de 26,8 milhões de ouvintes mensais no Spotify e acumula mais de 15 bilhões de streamings ao longo da carreira. De participação em novela a programas de TV, ele fala da importância de entrar no mercado brasileiro.

Quando fui ao Brasil, me encontrei com Simone e Simaria e com muitos outros artistas espetaculares, talentosos, com alma e com muita coisa para me ensinar.

Voltei para a Colômbia realmente dizendo, ‘Uau! Por que não somos mais unidos?’. Então, fazer essa colaboração é muito importante para mim e a encaro como uma porta gigante que se abre entre essas duas culturas, tanto para Simone e Simaria na América Latina, como para mim no Brasil.

Que nós aproveitemos essa colaboração para realmente integrarmos todas essas culturas e sigamos com outras colaborações”, almeja ele, que no Brasil já entrou para a trilha sonora de novelas como O Outro Lado do Paraíso, Bom Sucesso e Salve-se Quem Puder.

Me impressiona que a Colômbia e o Brasil, mesmo sendo países que ao final de tudo compartilham fronteira – nos conectamos através do Amazonas -, tenham culturas tão diferentes e tão distantes.

Acho muito bonito este movimento que começa de unir duas culturas por meio da música e da arte”, complementa.

COMPOSIÇÃO À DISTÂNCIA

Por causa do isolamento social que o mundo inteiro ficou obrigado a seguir pata evitar o contágio com a Covid-19, a canção foi composta à distância por meio de ligações de vídeo entre Simaria e Yatra.

A gente fez uma vídeo chamada pelo Zoom. Começamos em espanhol, mas no meio desta criação toda a gente já dizia que era legal cantar um pouco em português.

Essa mescla fica bacana. Durante a composição já tinha a estratégia de como a gente podia fazer a música nos dois idiomas. Chamei o Rafinha, que é meu parceiro de produção e tinha passado uma época na Colômbia aprendendo como fazer reggaeton.

A gente passou por volta de três horas e meia escrevendo. E dizendo o que a gente achava que tinha que ser dito na música. Ao final, perguntei ao Yatra: ‘Yatra, você pode gravar a voz para a gente ter uma noção de como pode fazer depois a parte em português’. No mesmo dia ele foi para o estúdio e gravou. Foi muito louco”, relembra Simaria.

Com a flexibilização em um determinado momento da pandemia, Simaria reencontrou pessoalmente Yatra. Em Cancún, no México, eles gravaram o clipe da música, entre muitas risadas. Já Simone gravou sua parte de Miami.

O vídeo foi superlindo. Gravamos no México, nos acabamos, temos uma amizade muito especial. Foi entre muitas risadas.

Temos muito carinho por esse projeto e isso é muito bonito, quando encontramos artistas que não só se tornam colegas, mas amigos.

A ideia desta canção é de seguir cantando não só a distância com lives e dança-la no Tik Tok, mas canta-la juntos em diferentes ocasiões tanto no Brasil como Estados Unidos, se Deus quiser, Venezuela, América Latina. Dar uma continuidade para que não seja apenas uma canção que fizemos juntos”, diz Yatra.

A entrevista completa está na QUEM

Cadu Safner

Cadu Safner

Jornalista com 7 anos de mercado, atualmente também como repórter do site Observatório da TV e experiência em veículos como RedeTV!, Band e Notícias da TV.

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter