Whatsapp x

Fale com Agente :)

11983495309

Enviar
email x
[email protected]
Elenco de Chaves tem vasta trajetória em novelas mexicanas; veja
Siga-nos

Publicados

em

O “apagão” de Chaves no mundo acendeu ainda mais a curiosidade do público sobre os atores que integraram o seriado, que por 36 anos foi transmitido pelo SBT. No entanto, entre os vários assuntos exploradas exaustivamente, pouco ou quase nunca foi falado sobre a trajetória dos atores na teledramaturgia mexicana.

Isso mesmo! Engana-se quem pensa que Don Ramón, Florinda Meza, Maria Antonieta, Edgar Vivár e os demais profissionais do seriado se popularizaram apenas por meio da produção de Roberto Gómez Bolaños. O Estrela Latina lista os momentos do elenco de Chaves nas novelas.

Florinda Mesa sempre teve o desejo de ser protagonista de novelas, ainda casada com Bolaños, ela já era vista como as mocinhas das histórias de Chapolin. Em 1991, Florinda junto ao Bolaños produziram a novela Milagro y Magia.

O fracasso de Florinda Meza em sua primeira novela

A história de Milagro y Magia girava em torno de uma mulher que viajava o mundo e acabava se tornando uma artista aclamada. O papel principal ficou com a própria Florinda. Tanto a novela quanto Florinda foram duramente criticadas. Diziam que ela não tinha mais idade para fazer uma mocinha sonhadora e isso pesou nas críticas.

Confira o trailer de Milagro y Magia: 

Em 1995, Florinda produziu a novela La Duena, um enorme sucesso com a atriz Angélica Rivera. Bolanõs compôs a trilha de abertura e arranjos incidentais. Em 1997 ela produziu a novela Algunas Vez Tendremos Alas, um relativo sucesso.

La Duena

Maria Antonieta de Las Nieves, intérprete de Chiquinha, apareceu em um dos capítulos da novela Preciosa (1998) e interagiu com vários personagens. Anos depois ela viveu a dona de uma loja de brinquedos em Sonhos e Caramelos, novela de 2005. A novela é uma nova versão de Pícara Sonhadora (2001), Maria Antonieta também esteve em Dame Chocolate (2007) da Telemundo e Amarte Así (2005).

Preciosa foi exibida pelo SBT em 2001

Maria Antonieta em Suenõs y Caramelos

Edgar Vivar também já esteve nas novelas. Mundo de Juguete (1974), Amarte Así junto com Mari Antonieta, Algunas Vez Tendremos Alas (1997) foi uma delas. Em Para Volver Amar (2010), Edgar viveu um homossexual, dono de um salão de cabeleireiro que mantinha relação com um pedreiro. Em 2017 esteve em La Jefa del Campeón e em 2019 atuou ao lado de Victória Ruffo em Citas a Ciegas.

Edgar Vivar em Volver Amar

Outras relações dos atores do seriado também pode-se destacar nessa lista. German Robles, que fazia o primo do Seu Madruga, já esteve em novelas como Amigos Para Sempre (2000) e Pasión (2007). Regina Torné, que interpretava a personagem Glória, já participou da versão mexicana deChiquititas (1998).

Regina Torné foi nomeada na categoria Melhor Antagônica no Prêmio Bravo

Atualmente ela tem 72 anos e  é dona de uma escola de atuação no interior do México. Por seu trabalho na novela La Loba, de 2010.

Regina Torné em La Loba

Henrique Segoviano, que produziu o seriado nos anos 70, tem como destaque em sua carreira nas novelas, Pobre Niña Rica, em 1995, que foi protagonizada por Victória Ruffo. O filho de Bolaños, Roberto Gomes Fernandez já produziu Locura de Amor e A Vida É Um Jogo, que substituiu Rebelde no SBT. E, as mais recentes dele são El Color de La Pasión (2014), El Hotel De Los Secretos (2016) e La Jefa del Campeón (2018).

OUÇA O NOSSO PROGRAMA

Postagens Recentes