Grande aposta do SBT, novela A Desalmada decepciona na Espanha

Jonathas Lopes
Jonathas Lopes
A Desalmada não reage em audiência na Espanha (Foto: Univision)

Em breve o SBT estreia no seu fim de tarde a mais nova aposta da emissora, o folhetim inédito A Desalmada. Dessa forma, a trama rural deve substituir a reprise de Amanhã é Para Sempre, que se encontra em reta final.

Por certo, a novela estreia no Brasil com grande expectativa dado o sucesso que teve no México e Estados Unidos. No entanto, há alguns meses no ar na Espanha, a trama mexicana infelizmente não repetiu o mesmo êxito dos outros países.

Em exibição na Espanha, A Desalmada decepciona na audiência

No país europeu, o melodrama protagonizado por Livia Brito e José Ron tem registrado médias abaixo de 400 mil telespectadores às 18h. Assim sendo, no ar deste o mês de fevereiro, a trama acumula até o momento apenas 289 mil telespectadores e 3,11% de share. Os dados são do site espanhol FormulaTV.

De fato, são índices razoáveis quando a terceira exibição da também mexicana Triunfo do Amor exibida mais cedo registra em média 358 mil telespectadores e 3,79% de share. Além disso, A Desalmada também perde para as novelas turcas exibidas em sequência, com índices superiores a 300 mil pessoas. No Brasil, o folhetim está programado para estrear nas tardes da emissora paulista a partir de 4 de julho.

A Desalmada já tem segunda temporada garantida

Entretanto, o sucesso da obra na terra da tequila foi tanto que a mesma já tem uma 2ª temporada garantida. Isto é, em breve o elenco volta a se reunir para gravar novos episódios. Nesse caso, a novidade foi anunciada recentemente pela própria Televisa.

Remake da colombiana La Dama de Troya, A Desalmada, por sua vez, foi responsável por reerguer a faixa nobre da rede mexicana com recordes de audiência ao longo de 85 capítulos.

Exploração de sexo e violência

Repleta de atores populares entre nós brasileiros, como Eduardo Satamarina e Marjorie de Sousa (antagonistas), a história impacta pelas frequentes cenas de sexo e violência.

No decorrer da trama a heroína Fernanda (Livia Brito) leva um tapa na cara desferido por Rafael (José Ron), seu par na história. Ademais, há um brutal assassinato no primeiro capítulo, além de cenas de sexo entre os atores Kimberly Dos Ramos e Gonzalo García Vivanco, o que sinaliza a novela como uma das mais ousadas da década na emissora.

A adaptação do texto ficou a cargo de Ximena Suárez. “Queridinha” de “El Guerro”, ela é responsável por Rubi (2004), Teresa (2010), A Que Não Podia Amar (2011) e Pasión y Poder (2015). Além disso, a adaptação mexicana de O Bem Amado, em 2017, também leva sua assinatura.

Porém, mesmo sendo um fenômeno de audiência, a trama não agradou a crítica especializada por sua direção ruim e atuações questionáveis. É o típico “novelão farofa”, com toques de sofisticação e uma construção narrativa de fácil entendimento que pega o espectador pela mais pura emoção. Por fim.

Jonathas Lopes

Jonathas Lopes

Amante de teledramaturgia e cinema. Crítico de televisão nas horas vagas, e apaixonado pelo universo Star Wars.

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter