Flávio Ricco deixa o UOL; jornalista fez a TV brasileira reconhecer sua própria história

Cadu Safner
Cadu Safner
Flávio Ricco (Divulgação)
Flávio Ricco (Divulgação)

Na madrugada desta quarta-feira (3) o jornalista Flávio Ricco anunciou sua despedida do portal UOL, após 12 anos. A notícia pegou a todos de surpresa e rapidamente se espalhou pela internet, alcançando destaque no trending topics do Twitter como um dos assuntos mais comentados no país.

Ricco se tornou a vitrine mais prestigiada sobre colunismo de televisão no Brasil. A saída do profissional do UOL configura, então, numa readequação do setor no próprio portal e, com toda a certeza, atinge em cheio a produção de conteúdo de sites e blogs independentes que ao longo dos anos foram se abastecendo das informações publicadas por ele.

Flávio Ricco se despede do portal UOL após 12 anos (Divulgação)
Flávio Ricco se despede do portal UOL após 12 anos (Divulgação)

Atualmente o jornalista também pode ser encontrado no jornal online Diário de S.Paulo, O Dia, do Rio de Janeiro e vários outros jornais via coluna Canal 1. Flávio Ricco sempre cumpriu com maestria a missão de levar informação com opinião. Seu estilo único transformou o jornalismo de entretenimento e movimentou os setores mais complexos das emissoras.

Flávio Ricco no Troféu Imprensa (Reprodução: SBT)
Flávio Ricco no Troféu Imprensa (Reprodução: SBT)

Seu primeiro contato com a TV foi em 1968, durante os “anos de chumbo”, quando dirigiu na Record TV um programa político comandado por Joaquim Antônio Ferreira Netto. Anteriormente Ricco passou pelo impresso, onde escreveu sobre o assunto através da coluna do próprio Ferreira Netto. Mas foi após sua passagem de cinco anos pelo SBT, como produtor executivo do SBT Repórter, que o jornalista resolveu inovar a industria da informação. E assim o fez.

Partindo disso, em 2008, com a internet literalmente consolidada no Brasil, Flávio Ricco fechou parceria com o portal UOL para o lançamento da primeira coluna de mídia online, exclusiva sobre os bastidores da TV e sua programação.

Flávio Ricco no programa Na Lata, no YouTube (Reprodução)
Flávio Ricco no programa Na Lata, no YouTube (Reprodução)

E assim segue até hoje. O jornalista trouxe detalhes da maior negociação da história da TV: a saída de Augusto Liberato, o Gugu, do SBT, e sua contratação pela Record TV; a saída do Pânico na TV da RedeTV! para a Band e o decreto do seu fim; Xuxa na Record TV; as alterações de grade em todas as emissoras, o trânsito de atores pelos canais; esporte na televisão, análises, a famosa “dança das cadeiras” das alas executivas; o fervor dos bastidores na busca por audiência; quem esteve em alta ou em baixa e outros furos pontuais.

Flávio Ricco brilhou e fez acontecer como nenhum outro: presenteou a nossa cultura com a Biografia da Televisão Brasileira, movimentou a internet, conquistou uma legião de admiradores, foi porta-voz e fez a televisão brasileira reconhecer um pouco mais da sua própria história. Obrigado Flávio Ricco!

 

 

Cadu Safner

Cadu Safner

Jornalista e editor-chefe do site Estrela Latina (Metrópoles), repórter com passagens na RedeTV!, Band, AllTV e no portal Terra. Desempenhou funções em editoriais de moda, política, policial e também assina a coluna Holofote, no site Observatório da TV (UOL).

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter