Whatsapp x

Fale com Agente :)

11983495309

Enviar
email x
[email protected]
Paralisou o país! Uma década depois do final de Amor Proibido na Turquia
Siga-nos

Publicados

em

Já faz uma década desde que o Kanal D na Turquia emitiu o último capítulo da novela (série turca) Aşk-ı Memnu (Amor Proibido, no Brasil). A produção foi exibida originalmente entre 04 de setembro de 2008 a 24 de junho de 2010, chegando ao fim com 79 capítulos e duas temporadas. A versão internacional da novela conta com 158 capítulos.

O último capítulo do drama é o segundo mais assistido da história da Turquia, registrando um total de 27 pontos de audiência e mais de 70% de share. Segundo os meios de comunicação do país, durante a emissão do final da novela as ruas estavam completamente vazias, com toda a população em casa acompanhando o desfecho da história. Todo esse sucesso contagiou até o parlamento turco, o qual paralisou suas atividades no horário para sintonizar no final da novela.

Pôster promocional de “Aşk-ı Memnu”. (Foto: Kanal D).

QUAL A ORIGEM DESSE SUCESSO?

A novela consiste numa adaptação do romance do escritor turco Halit Ziya Uşaklıgil, publicado em 1889, o qual possui o mesmo título da versão para a televisão produzida em 2008. A história de amor proibido entre Bihter e Behlül é considerada um clássico da literatura turca.

QUAL A HISTÓRIA DA NOVELA?

Bihter (Beren Saat) é uma mulher que vive uma vida recheada de luxos, porém nem tudo em sua vida é felicidade, uma vez que vive ressentida com sua mãe por considerá-la culpada pela morte de seu pai. Em meio a isso, Bihter percebe que sua mãe está apaixonada pelo milionário e viúvo Adnan Ziyagil (Selçuk Yöntem), e na tentativa de se vingar dela, aceita a proposta de casamento do milionário, mesmo sem amá-lo.

Bihter, agora convertida na senhora Ziyagil, se torna uma mulher implacável e consegue se vingar da mãe. Todavia, com a chegada de Behlül (Kıvanç Tatlıtuğ), sobrinho de consideração de Adnan, a situação torna-se muito complicada, pois ela acaba se apaixonando por ele. Behlül, que a príncipio odiava Bihter, agora também passa a ter sentimentos pela esposa de seu tio.

Beren Saat interpretou Bihter/ Kıvanç Tatlıtuğ interpretou Behlül. (Foto: Reprodução).

Em meio a todas as intrigas da família Ziyagil, Bihter e Behlül precisam lidar com o que sentem um pelo outro, porém o sentimento fala mais alto e os dois acabam se relacionando, vivendo um amor proibido.

POR QUE O FOLHETIM SE TORNOU UM CLÁSSICO DA DRAMATURGIA TURCA?

Além de ser uma das ficções televisivas mais assistidas da história do país, ficando atrás apenas do final da série Asmalı Konak (2002-2003), Amor Proibido fez história ao mesclar uma forte narrativa de amor com uma série de elementos considerados promissores para a época. A novela conta com um roteiro bem escrito, ainda que hoje possa ser vista como uma trama arrastada, personagens humanos e bem construídos, além de uma boa dose de reviravoltas.

Cena do último capítulo de “Aşk-ı Memnu”. (Foto: Reprodução/Kanal D).

Somada ao roteiro bem elencado, a cargo das escritoras Ece Yörenç e Melek Gençoğlu, a direção de Hilal Saral foi um componente indispensável. São inúmeras as sequências que ainda estão vivas na memória do público como os encontros amorosos às escondidas entre os protagonistas, o gancho do final da primeira temporada com Behlül e Bihter sendo supostamente descobertos, a dança de tango, e claro, toda a tensão em torno do suicídio de Bihter no último capítulo. A trilha sonora, composta exclusivamente para a trama, é um charme a parte.

Bihter e Behlül dançam tango. (Foto: Kanal D).

Outro ponto positivo foram as atuações, há mais de 10 anos imortalizadas. Beren Saat viu seu nome virar tendência na imprensa nacional e posteriormente internacional com a sua interpretaçao como a icônica Bihter pecadora. A atriz conseguiu externar a montanha russa de emoções que assolava a personagem, com destaque para as duas sequências em que sua protagonista realiza aborto, além de sua cena final com Bihter confessando todo seu amor por Behlül, antes de retirar sua própria vida. (Entenderam o porquê da trama ser considerada promissora para a época?)

Bihter realiza dois abortos ao longo da novela. (Foto: Reprodução/Kanal D).

Quem também não ficou devendo foi o ator Kıvanç Tatlıtuğ, intérprete de Behlül, o qual terminou virando um mendigo nas ruas de Istambul após a morte de sua amada Bihter. Nomes como Hazal Kaya, Nebahat Çehre e Selçuk Yöntem também merecem destaque. Um elenco de primeira!

Hazal Kaya em cena de “Aşk-ı Memnu”. (Foto: Reprodução/Kanal D).

Mesmo após uma década, os personagens e situações da novela ainda continuam sendo reproduzidos em outros produtos da televisão turca. Séries como Yasak Elma, Zemheri, e mais recentemente Zalim İstanbul, já homenagearam a produção de Ay Yapım.

O tom da morte da personagem Ceren em “Zalim İstanbul” lembrou a de Bihter. (Foto: Reprodução/Kanal D).

UM DESFECHO FATÍDICO

O polêmico final da novela é discutido até hoje, em suma parte pelo fim trágico de todos os personagens. A icônica Bihter acaba se suicidando ao renunciar tudo por viver um amor proibido e Behlül, após a morte da amada, é expulso de casa e vira mendigo nas ruas de Istambul.

Final de Behlül. (Foto: Reprodução/Kanal D).

Além dos protagonistas, todos os outros personagens tem desfechos “tristes”, a mãe de Bihter acaba tendo um derrame cerebral e a família de Adnan abandona a mansão e decidem recomeçar em outro lugar.

DE ‘AMOR PROIBIDO’ A ‘PAIXÃO PROIBIDA’

Pôster promocional da versão hispânica produzida pela Telemundo em 2013. (Foto: Reprodução).

Em 2013 a rede hispânica Telemundo nos Estados Unidos produziu sua própria versão do clássico, agora intitulada de ‘Pasión Prohibida‘, e contou com as atuações de Mónica Spear (in memoriam) e Jencarlos Canela vivendo os personagens Bianca e Bruno, os equivalentes a Bihter e Behlül da versão original. Infelizmente, a versão hispânica não conseguiu repetir o mesmo fenômeno do drama turco e acabou passando em branco.

EXIBIÇÃO NO BRASIL

O folhetim foi exibido no Brasil de 18 de dezembro de 2017 a 02 de julho de 2018 pela emissora Bandeirantes, finalizando com um total de 168 capítulos e índices razoáveis de audiência. Uma pena!

UM AMOR QUE NINGUÉM PODE ESCAPAR SEM SAIR FERIDO

Bihter e Behlül protagonizam um amor proibido. (Foto: Reprodução/Kanal D).

O amor proibido entre Behlül e Bihter cativou a todos, e apesar do trágico desfecho, segue até hoje vivo na memória do público. Quem não se arriscaria a viver um “Amor Proibido”? Pecado é não viver essa paixão!

Deixem recomendações nos comentários, até breve!

Comentários

OUÇA O NOSSO PROGRAMA

Postagens Recentes