Whatsapp x

Fale com Agente :)

11983495309

Enviar
email x
[email protected]
Intérprete de Chiquinha relembra mágoa com Roberto Bolãnos
Siga-nos

Publicados

em

Maria Antonieta de las Nieves, a Chiquinha do seriado ‘Chaves’ seguiu dando entrevistas aos meios de comunicação do México, e desta vez, ela relembrou um dos piores momentos de sua carreira, que na sua concepção foi quando lhe deram a notícia de que o humorístico não seria mais produzido nos anos 90.

A atriz relata que ela e seus colegas foram pegos de surpresa quando Roberto Gomez Bolãnos, criador e intérprete de Chaves decidiu acabar com o formato, o qual na época sobrevivia apenas como uma esquete dentro do programa ‘Chespirito‘, criação do mesmo.

“Chespirito quis terminar com Chaves. Tínhamos várias esquetes no programa e esta era a principal. Ficou um semana sem fazer e não disse nada. Na semana seguinte, muito menos e quando eu perguntei ele me disse que já não ia ser mais produzido”, relembra Maria Antonieta.

A dona da carismática Chiquinha e de outros personagens no universo de Bolaños recorda que o chefe e também colega disse que não tinha obrigação de explicar para ela os motivos para o fim da atração já que os personagens pertenciam a ele, mas reitera que o ator já se sentia muito velho para o papel de um menino de oito anos de idade.

“Ele se sentia mais cômodo com seus outros personagens. Foi estranho porque ele não disse a ninguém. Quando eu o questionei, me disse que nunca mais ia fazer ‘Chaves’, e me doeu muito”.

Insatisfeita com o fim, Nieves questionou a empresa, a Televisa, e o próprio Roberto alegando que a Chiquinha era de sua posse, pois ela já atuava como a menina espivetada da vila tempos antes do programa ir ao ar.

A mexicana comentou que queria seguir trabalhando na TV e chegou a gravar um piloto de um programa humorístico que não foi adiante. Então, o dono da Televisa lhe propôs que fizesse um filme da Chiquinha, apesar que Roberto Bolaños fosse contra.

Em uma turnê  na Argentina, escrevi o filme, meu roteiro, as minhas canções, quando voltei ao México fiz o filme e funcionou muito bem”, pontua ela.

Passado muito tempo entre conflitos e disputas pela posse de “Chiquinha”, Nieves hoje é legalmente a dona da marca e segue se apresentando com ela mundo afora.

Para o ano que vem,  a THR3 Media Group e o grupo Chespirito, liderado pelo filho do comediante, Roberto Gómez Fernandez, preparam uma biosérie sobre a vida do pai e ídolo de uma grande legião de fãs. Questionada se irá participar do projeto, Maria Antonieta apenas comentou “Ninguém me falou sobre essa série”, desconversou.

 

Comentários

OUÇA O NOSSO PROGRAMA

Postagens Recentes