Jornalista mexicano dispara ataques de cunho xenofóbico e machista contra Gabriela Spanic: “Se tiver que ir para a cadeia, eu vou!”

Cadu Safner
Cadu Safner
Gustavo Infante vence processo contra Gaby Spanic (Reprodução)
Gustavo Infante vence processo contra Gaby Spanic (Reprodução)

Após levar aos tribunais o jornalista Gustavo Infante, do canal mexicano Imagen Televisión, do qual abriu processo por decorrência de vazamento de áudio e declarações de cunho ofensivo, a atriz venezuelana Gabriela Spanic, de 45 anos, tem sofrido constantes ataque xenofóbicos e machistas do jornalista que, após ter ganho o processo contra ela, continuou emitindo declarações polêmicas em seu programa Sale El Sol e em seu canal no YouTube, sempre questionando sua conduta profissional e pessoal.

Num vídeo publicado no dia 29 de novembro, Gustavo Infante afirmou que as emissoras mexicanas não querem saber de Gabriela Spanic e insistiu veementemente que a profissional teria vivido de conflitos em seus respectivos trabalhos. Numa dessas, em tom de ironia o jornalista gesticula indicando sinal de ‘loucura’, sugerindo que Gabriela Spanic tenha problemas psicológicos desde que colocou uma de suas funcionária na cadeia por alegar estar sendo envenenada por ela. “Eu não tenho que pedir perdão a Gabriela Spanic em nada. Nem me retratar, absolutamente. Se eu tiver que ir para a cadeia porque as autoridades decidam, eu vou“, completou.

Confira:

Sobre o processo judicial, Spanic declarou: “Estou exercendo meu direito de justiça para que haja respeito com nós mulheres“, explicou ela durante a primeira audiência do caso, ocorrido em 24 de setembro. Por outro lado, Infante alegou que Gabriela está praticando um atentado direto a liberdade de expressão no México.

Me estranha que ela esteja a tantos anos neste país sem trabalhar e me estranha que tenha brigado com todos os seus companheiros de trabalho. O que eu disse [no programa], não retrocedo em nada, essa mulher é um verdadeiro conflito. E se comprovou durante as investigações, através de 157 publicações, onde se comenta com quem ela brigou, onde brigou, de quem falou mal, de todos os colegas de trabalho que ela teve problemas”, acrescentou. 

Ao final do vídeo, Adolfo Infante é ainda mais duro nas palavras e abusa do poder da liberdade de expressão rechaçando qualquer indivíduo que contestá-lo por suas declarações, seja ela quais forem. “Venha de onde venha, da Venezuela ou de onde seja, que nos tirem o que temos ganhado com tanto esforço, que é a liberdade total”, finalizou.

O embate judicial

A guerra na justiça entre Gaby Spanic e Gustavo Adolfo teve inicio a partir de um áudio vazado pelo profissional do canal Imagem Television, em que é possível escutar a atriz proferindo comentários de ataque e injúrias contra Lucero, estrela das novelas latinas.

Gabriela conta que viu um vídeo em que a pequena atriz brasileira, Lorena Queiroz, na época com quatro anos, simplesmente tira a mão de Lucero quando a mesma tenta abraçá-la. Lorena e Lucero foram mãe e filha no remake da novela infantil Carinha de Anjo, produzida pelo SBT em 2016. Gaby completa dizendo que Lucero quer aparecer como uma pessoa doce, linda e legal, porém, não é nada daquilo.

Lucero e Lorena Queiroz nos bastidores de Carinha de Anjo, versão Brasil (Divulgação: SBT)
Lucero e Lorena Queiroz nos bastidores de Carinha de Anjo, versão Brasil (Divulgação: SBT)

Após Infante ter divulgado este áudio em seu programa, Sale el Sol, de lá para cá foram inúmeras as trocas de ofensas, ameaças e choro entre os ex-amigos. O profissional ainda afirma que Spanic jamais poderia ser comparada à Lucero. No entanto, suas declarações não foram bem recebidas pela eterna intérprete de Paola Bracho.

Momentos após a primeira audiência judicial no México entre a atriz e o jornalista (Reprodução: Imagen Televisión)

Em junho de 2018, o apresentador afirmou que Gabriela Spanic organizou, junto aos seus fãs, um ataque contra ele. “O pai dela e 50 mil fãs me ameaçaram porque essa senhora foi dar meu telefone ao fã-clube no Brasil e depois enviou a eles inúmeras declarações cheias de falsidades dizendo que eu havia destruído sua carreira internacional e outras mentiras. Então, ele me processou por suposto dano moral”, explicou ele.

Cadu Safner

Cadu Safner

Jornalista e editor-chefe do site Estrela Latina (Metrópoles), repórter com passagens na RedeTV!, Band, AllTV e no portal Terra. Desempenhou funções em editoriais de moda, política, policial e também assina a coluna Holofote, no site Observatório da TV (UOL).

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter