Nova versão de “O Privilégio de Amar” inicia gravações em junho

Vander Dias
Vander Dias
O Privilégio de Amar / Foto: Reprodução

O projeto “Fábrica de Sueños” que consiste em reviver telenovelas clássicas da Televisa e transformá-las em séries atualizadas para os nossos dias em menor quantidade de capítulos, seguirá em vigor conforme já anunciamos antes.

Após, o término das gravações de “Rubi”, esta qual foi a terceira produção no conjunto de novelas revividas, muito se especulava sobre a continuidade do projeto. No entanto, o presidente da emissora, Patricio Wills, assegura que o formato seguirá fazendo parte de sua grade.

“O Privilégio de Amar” foi escolhida para ser modernizada e estará novamente sob os cuidados de Carla Estrada, quem a produziu em 1998 com os atores Adela Noriega, Helena Rojo e René Strickler nos papéis principais.

Carla Estrada, produtora de sucessos na Televisa / Foto: Reprodução

Tudo já estava pronto para que Estrada iniciasse às gravações da nova versão da novela no início deste ano, porém, isso não foi possível, porque a diretoria do canal entendeu que o público quer ver as novas versões dos melodramas tradicionais com um pouco mais de duração e não apenas 25 capítulos, como vinha sendo feito. Portanto, foi ordenado à equipe da produtora para que aumentassem o número de capítulos da trama.

Carla Estrada já havia falado com a imprensa confirmando que o início da produção da nova história foi adiado devido ao pedido de esticamento do roteiro pela direção da Televisa. Na época, ela dizia não saber ainda qual a ordem oficial de número de episódios que estariam sendo produzidos, mas comentou que seria algo em torno de 60 ou 80 episódios.

Mauricio Islas, Lucero e Ernesto Laguardia estão entre os nomes que Estrada gostaria de contar na nova versão da trama. (Foto: Reprodução)

Com a indefinição que veio a calhar, o início das gravações foi adiado para depois do mês de junho deste ano, e de acordo com a jornalista Flor Rubio do jornal Diario Basta, a biosérie contando a trajetória da cantora Gloria Trevi, que também está sob supervisão de Estrada deverá passar a ter prioridade na produção. Já o elenco escalado para “O Privilégio de Amar” seguirá esperando até a data prevista para começar os trabalhos.

A presença de Lucero que era a primeira opção da produtora para reviver a mãe da mocinha, feita por Helena Rojo no passado não é garantida devido à mudança na agenda, que pode conflitar com outros compromissos da artista. Além dela, Aarón Díaz, Ernesto Laguardia e  Mauricio Islas já estavam praticamente confirmados.

 

Vander Dias

Vander Dias

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter