“Nunca é tarde para buscar qualidade de vida”, afirma Sandro Ferraz, o nutrólogo que ajudou a queimar mais de 50 toneladas de gordura no mundo

Cadu Safner
Cadu Safner
Sandro Ferraz (Divulgação)
Sandro Ferraz (Divulgação)

Uma das recomendações que pacientes mais ouvem dos médicos é a de que, para ter uma vida mais saudável, devem emagrecer. Contudo, é diferente quando o próprio especialista já esteve no lugar de quem recebe este tipo de advertência clínica e, hoje, se orgulha de ter ajudado a queimar mais de 50 toneladas de gordura no mundo.

Este é o trabalho do médico Sandro Ferraz, 41 anos. Com um método focado em reeducação alimentar e atividade física, o nutrólogo, dono de uma clínica multidisciplinar na capital paulista, já atendeu mais de 2.500 pacientes que, juntos, perderam 50 toneladas de gordura – em média, 20 quilos a menos por paciente.

Ferraz revela que encontrou a vocação para a carreira ao se olhar no espelho. Quando concluiu a graduação em medicina, em 2008, sentiu-se insatisfeito com o próprio corpo – ele pesava 120 quilos, com 1,83 metro de altura.

Apesar de jovem, o recém-formado já lidava com complicações de saúde, como dificuldades para dormir, em função da obesidade.

Determinado a emagrecer, Ferraz mudou a sua alimentação e passou a praticar exercícios físicos regularmente.

Com isso, perdeu 30 quilos e adotou um estilo de vida mais saudável. O médico, assim, decidiu usar a sua própria experiência como fonte de inspiração para a carreira.

Em 2015 concluiu a pós-graduação em nutrologia, além de se especializar em performance esportiva e emagrecimento.

Percebi que a minha missão era transformar e impactar a vida das pessoas de um modo parecido com o que houve comigo”, diz o Dr. Sandro Ferraz.

Posso adiantar que, quando se trata de emagrecimento saudável, não existe fórmula mágica, mas é possível avaliar e acompanhar a evolução de cada paciente, de um modo que proporcione resultados satisfatórios, com ganhos gradativos de qualidade de vida”, complementa o nutrólogo.

Diante dos diversos problemas de saúde causados pela obesidade – hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, artrose, pedra na vesícula, apneia do sono, entre outros –, o especialista ressalta a importância da reeducação alimentar e da atividade física.

Nunca é cedo ou tarde para adotar bons hábitos e buscar qualidade de vida. O que muita gente precisa é de orientação e acompanhamento”, afirma Ferraz.

Cadu Safner

Cadu Safner

Jornalista e editor-chefe do site Estrela Latina (Metrópoles), repórter com passagens na RedeTV!, Band, AllTV e no portal Terra. Desempenhou funções em editoriais de moda, política, policial e também assina a coluna Holofote, no site Observatório da TV (UOL).

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter