Opinião: Novelas que poderiam substituir “As Aventuras de Poliana” no SBT

Vander Dias
Vander Dias
As Aventuras de Poliana/ Foto: SBT

O SBT já confirmou que pretende dar continuidade para “As Aventuras de Poliana”, porém, a nova temporada da trama intitulada provisoriamente “Poliana Moça” só deverá entrar no ar no ano que vem. Enquanto isso, o canal de Silvio Santos terá que recorrer a uma opção improvisada para preencher a lacuna que será deixada pela novelinha infantil.

A história de Íris Abravanel atualmente vem registrando índices na casa dos 9 pontos e encontrar uma substituta que mantenha os índices fixos das novelas infantis parece uma tarefa difícil. Cabe ressaltar que a repise de “Cúmplices de um Resgate” também se aproxima de sua reta final e mais adiante a emissora deverá recorrer a mais uma reprise óbvia, provavelmente Carinha de Anjo, Carrossel ou Chiquititas que já passaram pela faixa recentemente.

Tentando fugir dessa obviedade, resolvemos elencar outras novelas que o SBT poderia adquirir ou até mesmo já possui direito de exibição e não necessariamente são infantis, mas que são leves e poderiam muito bem suprir a vaga de Poliana enquanto a novela estará fora do ar, sem desgastar ainda mais as outras reprises já apresentadas.

Coração Indomável

Coração Indomável/ Foto: Televisa S/A

Apesar de recente com apenas uma janela de dois anos desde o fim da segunda exibição, uma nova reprise de “Coração Indomável” não seria uma má ideia caso o SBT necessite escalar uma novela mexicana de grande apelo. Baseada na mesma história que originou a clássica “Marimar”, a trama reúne elementos que costumam fidelizar o público do canal, mocinha estilo Cinderela e romance combinado com vingança. Outro ponto favorável é o fato dela ter fechado com 8 pontos de média na grande São Paulo nas duas ocasiões em que foi exibida no período da tarde, além de chegado a índices superiores aos de Poliana em algumas praças do nordeste durante a última reprise, o que torna mais fácil acreditar no potencial para segurar a audiência do horário.

Esmeralda

Esmeralda/ Foto: SBT

Produzida entre 2004 e 2005, a versão brasileira de “Esmeralda” é considerada um dos carros-chefes da teledramaturgia adulta do canal, sua primeira exibição inédita na faixa horária na qual “As Aventuras de Poliana” hoje é exibida garantiu excelentes índices na casa dos dois dígitos ao SBT. A novela também foi responsável em elevar a audiência da emissora de Silvio Santos nas duas ocasiões que foi reprisada em 2010 e 2014 na faixa vespertina, sucesso!

Kally’s Mashup

Kally’s Mashup/ Foto: Nickelodeon

Bem sabemos que o SBT nos últimos tempos tem tido uma relação amigável com a Nickelodeon e passou a comprar desenhos e séries para exibir dentro do seu catálogo de programas infantis, nesse sentido, se a urgência da emissora é tentar conseguir uma novela infanto-juvenil, a Nick cairia como uma luva. Kally’s Mashup é uma das várias opções da empresa e foi uma novela do gênero juvenil com 120 capítulos em duas temporadas e conta a história de uma garota apaixonada por música que conquista o sonho de ingressar em um conservatório ao mesmo tempo que ela esconde sua paixão pela música pop. A vibe até que lembra a de “Poliana” e já está inteiramente dublada.

Uma Rosa Com Amor

Uma Rosa Com Amor/ Foto: SBT

Adaptada por Tiago Santiago e gravada em alta definição, o remake de “Uma Rosa Com Amor” de fato não foi uma das maiores audiências do canal, porém, podemos dizer que a mesma apresentou um crescimento notável ao longo de sua exibição original, além disso, é uma história mais leve com requintes de romance e comédia, algo que se adequaria bem a proposta da faixa que tem sido anunciada como um horário reservado para a família toda.

Fábrica de Sueños

Foto: Reprodução

Talvez a opção mais arriscada até aqui, o projeto “Fábrica de Sueños” criado pela Televisa no ano passado é muito pedido pelos fãs brasileiros e consiste  em resgatar histórias clássicas que inclusive já foram exibidas com êxito pelo SBT e modernizá-las para os dias atuais em formato de séries com cerca de 25 a 30 capítulos. Seria muito interessante se o canal apresentasse as versões atualizadas de A Usurpadora, Ambição e Rubi na sequência. No entanto, para isso acontecer demandaria processo de dublagem e também coragem da emissora em trocar um programa infantil por séries com algumas cenas bem pesadas.

Enfim, vale lembrar que estas são apenas algumas sugestões, a caneta final como é de costume vem do dono Silvio Santos. E aí qual seria sua aposta fugindo das escolhas óbvias?

 

Vander Dias

Vander Dias

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter