Primeira novela turca do SBT, Anne recebeu prêmio de mais exportada

Cadu Safner
Cadu Safner
Anne é a nova novela do SBT (Reprodução: Star TV)
Anne é a nova novela do SBT (Reprodução: Star TV)

Nova aposta do SBT, o drama turco Anne, vendido internacionalmente com o título Mother ou Madre para o mercado latino pela Global Agency, recebeu o prêmio de série mais exportada de 2018 da Associação de Exportadores de Serviços da Turquia.

A Fatih Aksoy, CEO da Medyapim, produtora da novela, e as atrizes principais Cansu Dere e a pequena Beren Gökyıldız receberam o prêmio diretamente das mãos do presidente turco Recep Tayyip Erdoğan, quem ortogou a validade do mesmo.

Anne estreou em outubro de 2016 no canal Star TV e imediatamente se converteu em um enorme sucesso. Finalizada em 2017, a história já chegou em cerca de 40 países e continua sendo adquirida ao redor do mundo, e agora pela canal de Silvio Santos, como adiantou a página Febre Latina.

História de impacto abalou a Espanha e virou fenômeno na América Latina

A trama de Anne é baseada em uma série japonesa do canal Nippon TV chamada Mother. Contada em 33 capítulos originais e 85 capítulos em sua versão internacional, o enredo foca em uma professora, Zeynep Güneş (Cansu Dere).

Ela que uma de suas alunas, Melek, de apenas sete anos, vivida por Beren, sofre maus tratos por parte de sua família e é abandonada, resolve sequestrá-la e partir para uma nova vida junto com a garota.

Beren Gökyıldız atualmente tem 13 anos e é vista como um prodígio da atuação. Ela já havia se popularizado através da novela Kızım, outro grande sucesso.

Confira o trailer de Annenovela que já passou por diversos países da América Latina como Argentina, Paraguai, Colômbia, Equador, Uruguai e Chile:

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Cadu Safner

Cadu Safner

Jornalista e editor-chefe do site Estrela Latina (Metrópoles), repórter com passagens na RedeTV!, Band, AllTV e no portal Terra. Desempenhou funções em editoriais de moda, política, policial e também assina a coluna Holofote, no site Observatório da TV (UOL).

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter