Primeiras Impressões de “100 Días para Enamorarnos”

Jonathas Lopes
Jonathas Lopes

A emissora Telemundo nos Estados Unidos deu uma pausa em suas produções narco (o público agradece!), e voltou a investir em comédias românticas, estreando na noite da última terça-feira (28), sua mais nova atração do horário das 21h, “100 días para enamorarnos“, uma nova versão da novela argentina “100 días para enamorarse“, exibida pela emissora Telefe em 2018.

Ilse Salas e Erick Elías vivem um casal com problemas no relacionamento. (Foto: Reprodução).
A HISTÓRIA

A trama gira em torno dos conturbados relacionamentos de duas amigas, Constanza (Ilse Salas) e Remedios (Mariana Treviño). Contanza é casada com Plutarco (Erick Elías) há 18 anos, os dois são sócios em um escritório de advogados, porém a relação do casal não flui mais como antes. Enquanto isso, Remedios vive há 3 anos com seu pai, seu esposo e sua filha, e também enfrenta problemas em sua relação, em suma parte pela irresponsabilidade de seu marido.

Após não aguentarem mais a falta de firmeza em seus relacionamentos, Constanza e Remedios decidem se divorciar de seus respectivos parceiros. Não tendo outra saída a não ser concordar com a decisão da esposa, Plutarco propõe um contrato que estabelece uma pausa de 100 dias no relacionamento do casal, passado esse período eles poderão decidir se seguem juntos ou não. Paralelo a isso, Remedios reencontra Emiliano (David Chocarro), seu ex-namorado, e velhos sentimentos voltam a surgir.

Em 100 dias, as vidas de Contanza, Plutarco, Remedios e Emiliano passarão por grandes mudanças, dando a oportunidade para cada um deles refazer sua própria história.

COMO FOI A ESTREIA?

A trama se passa em Houston, e, em como outras produções da Telemundo os diálogos oscilam entre o espanhol e o inglês. Na primeira cena Plutarco questiona Constanza sobre o divórcio e propõe um contrato de 100 dias de separação, passado isso os dois podem decidir se continuam casados ou se separam em difinitivo.

A novela alterna diálogos em espanhol e inglês. (Foto: Reprodução/Telemundo).

A trama volta 24 horas antes da cena inicial e conhecemos um pouco da rotina da advogada Constanza, a qual é casada com o também advogado Plutarco, os quais tem dois filhos adolescentes.  Constanza chega de viagem e se decepciona ao não ser recepcionada no aeroporto por seu esposo, ainda mais considerando que o casal está completando 18 anos de casados.

Plutarco e Constanza discutem. (Foto: Reprodução/Telemundo).

A partir de então, vemos diversos momentos em que fica claro que a relação do casal está com problemas, como a frieza com a qual Plutarco recepciona sua esposa, quando esta chega em casa, ou ainda as constantes desconfianças, por parte de Constanza, de que seu marido tem uma amante.

Paralelo a isso, somos apresentados a Remedios, amiga de Constanza, a qual também enfrenta problemas em seu relacionamento com seu esposo. Em uma visita de rotina ao ginecologista, Remedios acaba reencontrando com Emiliano, seu ex-namorado e pai de sua filha Ale (Macarena García).

David Chocarro interpreta o médico Emiliano na trama. (Foto: Reprodução/Telemundo).

No final do dia Constanza e Plutarco fazem uma festa em comemoração aos seus 18 anos de casados, e contam com a presença de seus amigos mais próximos, incluindo Emiliano, o qual é convidado por Plutarco sem o consentimento de Constanza. A presença de Emiliano mexe com Remedios.

Cena de “100 días para enamorarnos”. (Foto: Reprodução/Telemundo).

Enquanto os amigos bebem e discutem sobre relacionamentos, Constanza percebe o que representa para seu esposo e decide pôr um fim na relação do casal e pede o divórcio.

FOI UMA BOA ESTREIA?

A trama possui um discurso moderno, o que nada lembra folhetins mais tradicionais, porém ao mesmo tempo entrega uma premissa interessante, a qual dependendo de seu desenvolvimento pode render ou cair no mais do mesmo. Os personagens e as situações são bem realistas – quem nunca se perguntou o que ocorre depois do casamento? O felizes para sempre realmente existe?, esses questionamentos parecem fazer parte do arco principal da novela.

Constanza e Plutarco se casam. (Foto: Reprodução/Telemundo).
TRAMA MODERNA EXIGE UMA DIREÇÃO MODERNA

Um ponto positivo nesse primeiro momento é, sem dúvidas, a direção, a qual está a cargo de Mariano Ardanaz em conjunto com Fez Noriega e Ricardo Schwarz (Betty en NY). Para a composição das cenas, os diretores alternam entre planos mais abertos (expondo os cenários, bem realistas por sinal) e planos mais fechados, capturando a emoção dos atores, além de fazer uso de movimentos rápidos de câmera e plano sequência.

PRODUÇÃO CAPRICHADA

A novela apresentou cenários bem realistas, os quais em conjunto com a fotografia bem iluminada e em tom pastel conferem à trama uma visão mais confortável, se contrapondo à apresentanda em Betty en NY, que era fria e cinzenta.

Cenários bem realistas. (Foto: Reprodução/Telemundo).
ELENCO CARISMÁTICO
Elenco principal de “100 días para enamorarnos”. (Foto: Reprodução).

Erick Elías se tornou o novo galã da Telemundo, e merece o posto, o ator é muito carismático em cena e alterna facilmente entre a comédia e o drama.

Cena de “100 días para enamorarnos”. (Foto: Reprodução/Telemundo).

David Chocarro também fez uma boa apresentação de seu Emiliano, assim como Mariana Treviño com sua Remedios. Porém, o destaque vai mesmo para Ilse Salas, a atriz é segura em sua interpretação e entrega uma personagem forte.

Ilse Salas interpreta Constanza na trama. (Foto: Reprodução/Telemundo).
UMA PREMISSA INTERESSANTE, PORÉM REQUER UM BOM DESENVOLVIMENTO E REVIRAVOLTAS

A novela promete ser ambiciosa, entregando uma visão mais realista sobre os relacionamentos, sem deixar de lado a veia cômica.

Cena de “100 días para enamorarnos”. (Foto: Reprodução/Telemundo).
PONTUAÇÃO PARA A ESTREIA – 8.5/10

Deixem recomendações nos comentários, até breve!

Jonathas Lopes

Jonathas Lopes

Amante de teledramaturgia e cinema. Crítico de televisão nas horas vagas, e apaixonado pelo universo Star Wars.

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter