Produtores revelam “farsa” no Casos de Família dos Estados Unidos

Cadu Safner
Cadu Safner
Caso Encerrado (Divulgação)
Caso Encerrado (Divulgação)

O popular Caso Encerrado, programa de “barracos” entre famílias e amigos da Telemundo (emissora americana de conteúdo em espanhol), virou notícia neste domingo (31) após produtores da atração revelarem que alguns participantes são pagos para encenarem no palco. Ou seja, para criarem situações que não condizem com a realidade.

Os preços variam entre 160 e 200 dólares (de acordo com o papel a ser desempenhado). Se é preciso ter um nu incluído, o pagamento é de 250 a 300 dólares. Mas o negócio é quase sempre fechado por US 160”, revelou um dos membros da produção.

Ana María Polo (Divulgação: Telemundo)
Ana María Polo (Divulgação: Telemundo)

Ele também explicou que muitas vezes esses atores são procurados apenas para proteger a identidade do envolvido que não quer aparecer no vídeo. “Mas as histórias são completamente legítimas“, disse a apresentadora Ana María Polo entrevista ao Canal 1, da Argentina, país onde o programa também é exibido.

Ana María Polo (Divulgação: Telemundo)
Ana María Polo (Divulgação: Telemundo)

O Caso Encerrado existe há 20 anos e é um verdadeiro sucesso nos Estados Unidos. No Brasil a atração chegou a ser transmitida pelo SBT em 2014 em duas oportunidades, mas foi retirado do ar devido a baixa audiência. O programa nada mais é que uma versão ainda mais enérgica do Casos de Família, apresentado por Christina Rocha nas tardes do SBT, e que por aqui já foi alvo inúmeras dos mesmos boatos.

Cadu Safner

Cadu Safner

Jornalista e editor-chefe do site Estrela Latina (Metrópoles), repórter com passagens na RedeTV!, Band, AllTV e no portal Terra. Desempenhou funções em editoriais de moda, política, policial e também assina a coluna Holofote, no site Observatório da TV (UOL).

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter