Whatsapp x

Fale com Agente :)

11983495309

Enviar
email x
[email protected]
Salma Rayek relembra que quase perdeu papel em Hollywood por racismo
Siga-nos

Publicados

em

Hoje uma atriz de renome do cenário latino, a atriz de origem mexicana Salma Hayek (Frida), 54 anos, relembrou o início de sua estadia como atriz de Hollywood e comentou sobre o racismo na indústria e as consequências disso que quase fizeram ela perder papel em um filme.

Em 1995, a mexicana estrelava seu primeiro filme em Hollywood, A Balada do Pistoleiro, longa que protagonizou ao lado de Antonio Banderas. Na produção, Salma vive Carolina, uma mulher de origem mexicana, porém a artista revelou que esse papel quase foi dado a Cameron Diaz, uma atriz americana.

Antonio Banderas e Salma Hayek em cena do filme A Balada do Pistoleiro. (Foto: Divulgação).

Salma comentou que várias atrizes latinas fizeram testes de elenco, porém o estúdio viu em Camerón Diaz, devido sua popularidade na época, o nome mais vistoso para o papel. “Eu lembro que Camerón Diaz era muito famosa nesse momento e o seu sobrenome era Díaz, então eles [o estúdio] disseram que ela podia ser uma mexicana“, disse.

Apesar das desculpas da produção, Salma retornou para o set a fim de realizar novos testes e acabou ficando responsável pelo papel da protagonista do filme. A atriz, ao relembrar que lhe foi negada a oportunidade de protagonizar o filme A Casa dos Espirítos em 1993, fez um desabafo final sobre a situação: “Não é nem que eles não estavam contratando latinos para papéis de latinos. Eles não estavam contratando latinos de jeito nenhum – a menos que fosse para ser a empregada ou a prostituta.”

Comentários

OUÇA O NOSSO PROGRAMA

Postagens Recentes