SBT censura assassinato de vilão na novela Quando me Apaixono

Felipe Brandão
Felipe Brandão
Augusto (Lisardo Guarinos) foi assassinado em Quando me Apaixono (Reprodução / YouTube)
Augusto (Lisardo Guarinos) foi assassinado em Quando me Apaixono (Reprodução / YouTube)

Quem assistiu ao capítulo de ontem (terça-feira, 16) da novela mexicana do SBT, Quando me Apaixono, teve uma surpresa nada agradável. Preocupada com a audiência vespertina da faixa, a emissora censurou a sequência em que o protagonista da trama, Jerônimo (Juan Soler), mata o vilão Augusto (Lisardo Guarinos) a fio de espada.

O desenlace aconteceu quando, mantendo Renata (Silvia Navarro) e Aníbal (Eleazar Gómez) reféns em seu iate, Augusto foi surpreendido pela chegada de Matias (José Ron) e Jerônimo, que invadiram a embarcação para resgatar os prisioneiros. Vaidoso e cruel, o ex-amante de Aurora (Ilythia Manzanilla) desafiou o irmão de Rafael (Sebastián Zurita) para um combate de espadas.

Levando a melhor em boa parte do duelo, Augusto estava prestes a dar o golpe final no rival, quando este se adiantou e o traspassou no abdômen com sua arma. É o que foi visto, pelo menos, na edição original da trama – na exibição do SBT, apenas foi possível ouvir um som que indicava o ferimento de Augusto, o qual, na sequência, já apareceu ferido e em seguida morto. Também foram suprimidos os takes em que o antagonista aparece sangrando. Com isso, muitos telespectadores podem ter ficado sem entender como de fato morreu o vilão.

Não é de hoje que o SBT opta por realizar cortes em folhetins da Televisa transmitidos à tarde. Folhetins como A Dona, TeresaAbismo de Paixão – todos transmitidos mais de uma vez pelo canal de Silvio Santos – tiveram ‘retalhadas’ sequências de maior truculência, geralmente envolvendo assassinatos, violência física e verbal e até suicídio.

Um dos casos mais emblemáticos – e controversos – deu-se em Sortilégio (2009), transmitida pelo SBT em 2015 e reprisada em 2018. Além de limar as cenas de cama do casal gay interpretado por Marcelo Córdoba e Julián Gil, o canal ‘adaptou’ os próprios diálogos entre os personagens, transformando-os em meros amigos heterossexuais na dublagem brasileira.

Compare a seguir as duas ‘versões’ da morte de Augusto em Quando me Apaixono:

Felipe Brandão

Felipe Brandão

Felipe Brandão é jornalista diplomado desde 2012 - mas sua paixão pela TV e pelas novelas, especialmente as latinas, começou desde muito cedo em sua vida. Gosta de tudo o que envolve arte, apesar de seu apreço duvidoso pelos filmes de um certo boneco Chucky... Ninguém é perfeito, né?

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter