Segunda temporada de ‘Emily em Paris’ retoma polêmicas e Ministro da Ucrânia detona a série

Jonathas Lopes
Jonathas Lopes
Emily em Paris é criticada por Ministro da Ucrânia. (Foto: Divulgação).

O segundo ano da série Emily em Paris acabou de estrear na Netflix, e assim como a primeira temporada, os novos episódios vieram acompanhados de polêmica. Assim sendo, dessa vez, quem se pronunciou contra o programa foi um ministro da Ucrânia.

De acordo com o Ministro da Cultura da Ucrânia, Oleksandr Tkachenko, o show foi ofensivo na abordagem de seu país. Dessa forma, o ministrou confessou que viu todos os episódios, contudo, a forma como uma personagem ucraciana foi representada não lhe agradou.

Ministro da Ucrânia detona Emily em Paris

Na série, Emily está tentando se livrar da culpa, após ter ficado com o namorado de sua melhor amiga. Além disso, a personagem ainda precisa lidar com os perengues do trabalho e os choques culturais. Nesse sentido, procurando se aproximar da cultura francesa, a protagonista se inscreve em aulas de françês onde conhece Petra, uma ucraniana.

Assim sendo, em determinado momento da história, a personagem Petra comete um roubo. Além disso, a ucraniana ainda incentiva Emily a fazer o mesmo.

Diante dessa situação, Oleksandr detonou a série por a abordagem estereotipada da personagem. “Em ‘Emily em Paris’ temos a caricatura de uma ucraniana, o que é inaceitável. Por outro lado, também é ofensivo. Será que os ucranianos serão vistos como tal no exterior?“, escreveu em seu canal no Telegram.

A Netflix ainda não se pronunciou sobre as críticas do Ministro.

Jonathas Lopes

Jonathas Lopes

Amante de teledramaturgia e cinema. Crítico de televisão nas horas vagas, e apaixonado pelo universo Star Wars.

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter