Serafím! Conheça o misterioso caso da novela desaparecida da Televisa

Cadu Safner
Cadu Safner
Novela Serafím foi produzida pela Televisa em 1999 e é assinada por José Alberto Castro (Reprodução: Televisa/Montagem Estrela Latina)
Novela Serafím foi produzida pela Televisa em 1999 e é assinada por José Alberto Castro (Reprodução: Televisa/Montagem Estrela Latina)

Fenômeno infantil produzido no ano de 1999 e transmitido com sucesso no Brasil pelo SBT, a novela Serafím é uma incógnita na rede mexicana Televisa. Assinada por José Alberto Castro, o folhetim com 80 capítulos converteu-se numa história repleta de mistérios por lá.

O sucesso desta produção, que trouxe como protagonista o já aposentado da atuação, Jordi Landeta, rendeu até mesmo um filme (disponível gratuitamente no YouTube), que é o único registro oficial que sobrou da novela, que por razões desconhecidas, está literalmente perdida, no sentido mais lógico da palavra.

Atualmente, encontram-se alguns poucos trechos dela em baixíssima qualidade no YouTube, incluindo a clássica abertura ao som de Marco Antonio Solis com “Está en Ti , mas curiosamente não há capítulos completos dela em qualquer lugar. E claro, acredita-se que por direitos autorais.

Ninguém sabe, ninguém viu!

Quando o título Serafím é buscado no Google, pouco ou quase nenhum artigo da época é encontrado, a não ser publicações dos últimos anos sobre como está o elenco atualmente. Essas são as únicas referências da novela na internet.

No Mercado Livre (site de compras e vendas de produtos usados ou não), encontram-se CD’s da trilha sonora de Serafím, mas não existe nem mesmo DVD da obra.

No BLIM, serviço de streaming da Televisa a novela não foi colocada; algo inexplicável diante do alcance que foi Serafím. Apenas o filme como prova de sua existência é um dos fatos mais lamentáveis.

Reza a lenda!

Corre na mídia mexicana que a verdadeira autora de Serafím teria entrado na Justiça contra a Televisa, sob alegação de plágio. O nome divulgado há alguns anos foi o da jornalista e escritora Patrícia Romani, que em 2019 protagonizou uma briga televisionada com a família do cantor José José, falecido em 2020.

Em rara entrevista, Patrícia disse que lutaria até o fim pelos direitos de sua obra. O nome do livro que teria originado Serafím seria Más Alá del Amor Existe la Fé. Então, para evitar prejuízos maiores, a emissora nunca reprisou a novela e nem a colocou no BLIM.

Curiosamente, nunca foi divulgado por nenhuma das partes quem ganhou essa briga na Justiça. Leva-se a crer que tenha sido a própria escritora, uma vez que Serafím desapareceu e não há quaisquer registros oficiais por ai.

Elenco peculiar

Os atores que estrelaram Serafím é dos mais curiosos. Enrique Rocha, veterano da atuação e conhecido no Brasil por interpretar o pai de Diego Bustamante (Christopher Uckermann) em Rebelde, foi o grande vilão da história.

Ele deu vida a Lúcio Fernández, fazendo referência a Lúcifer (Diabo). Atualmente pode ser visto no Brasil como Aníbal em Amores Verdadeiros.

Jordi Landeta, o pequeno Pepe, abandonou a atuação depois de gravar o filme derivado da novela. Eduardo Santamarina (Miguel) tornou um dos grandes galãs das novelas. Serafím foi a 14ª novela de seu extenso currículo.

Maribel Guardia (Carmem) é a versão mexicana de Cláudia Raia. A artista já atuou em inúmeras novelas além de ser apresentadora.

Guilhermo García Cantu, que atualmente pode ser visto por aqui como o Guilherme e Triunfo do Amor, é outro ator que brilhou em Serafím.

Confira a abertura de Serafím:

Cadu Safner

Cadu Safner

Jornalista com 7 anos de mercado, atualmente também como repórter do site Observatório da TV e experiência em veículos como RedeTV!, Band e Notícias da TV.

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on whatsapp