Série religiosa A Rosa dos Milagres exibe episódio baseado em Round 6

Cadu Safner
Cadu Safner
Série A Rosa dos Milagres produzi episódio baseado em Round 6 (Reprodução: Netflix/Televisa)
Série A Rosa dos Milagres produzi episódio baseado em Round 6 (Reprodução: Netflix/Televisa)

Assim como a cada fenômeno viral que acontece, a série A Rosa dos Milagres faz sua versão, com Round 6 não seria diferente. Na última terça-feira, dia 16, a rede mexicana Televisa levou ar, de surpresa, um episódio baseado na série de sucesso da Netflix.

Intitulado El Game de Sicario, o episódio em questão contou a história de um jovem viciado em jogos de violência, que ao longo do tempo desperta nele um comportamento agressivo e perigoso.

E isso o coloca no alvo de recrutamento de um grupo de assassinos da vida real. Eles sequestram o garoto, que acorda em um lugar desconhecido, muito semelhante ao cenário de Round 6. A história foi dividida em 4 partes e apresentada durante a semana passada no México.

A Rosa dos Milagres é a tradução que o SBT deu à série católica quando a exibiu aqui no Brasil entre 2018 e 2019. Na versão original, a produção se chama La Rosa de Guadalupe e trata-se de um unitário, ou seja, um episódio diferente a cada dia.

Série satânica?

A série funciona para a Televisa como Malhação para a Globo: lançar novos talento ao mercado. Polêmica, intrigante e algumas vezes bizarra, A Rosa dos Milagres é produzida por Miguel Ángel Herros desde 2008 e exibido nas tardes da emissora mexicana.

Por aqui ela estreou substituindo Carrossel na faixa das 18h30 e depois saiu do ar, voltando posteriormente em outras oportunidades em horários diferentes.

Problemas na Justiça

Em um episódio exibido em 2018, de nome Calcetita Rojas, é contado a história de uma jovem garota que encontra o corpo de uma menina com sinais de violência.

O enredo se refere a um famoso caso recente que aconteceu no país. Na ocasião, devido as poucas informações sobre o crime durante o decorrer das investigações, a mídia acabou batizando o caso de ‘Calcetita Rojas’, que traduzido para o português é Meia Vermelha.

A Televisa e os produtores da série foram acusados de ‘lucrarem com a dor alheia’ e ‘reduzir um caso grave de violência’. Ativistas e movimentos que lutam para combater o feminicídio entraram com uma petição contra a emissora.

A emissora também foi acusada de não ter permissão da família da vítima para produzir a história. O caso ainda corre em segredo de justiça.

Desafio da Baleia Azul e outros

Outro episódio que gerou polêmica foi o de abordagem do chamado ‘Desafio da Baleia Azul’. A Polícia Federal pediu aos pais que fiquem atentos a sites e grupos de redes sociais visitados por crianças e adolescentes.

A intensão é identificar conteúdos que busquem influenciar seu comportamento, colocando em risco sua integridade física e psicológica. A superficialidade do tema na série também foi questionado pela justiça.

Em agosto do mesmo ano, uma criança de 10 anos, chamada Piedras Negras, cometeu suicídio. Segundo informações de amigos, ela esperava por um milagre da Virgem de Guadalupe.

Ela desejava que seu pais -divorciados- se reconciliassem. Píedras teria sido influenciada após assistir um dos episódios da série mexicana e tido um ataque de depressão.

Assista a primeira parte de A Rosa dos Milagres baseado em Round 6:

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Cadu Safner

Cadu Safner

Jornalista e editor-chefe do site Estrela Latina (Metrópoles), repórter com passagens na RedeTV!, Band, AllTV e no portal Terra. Desempenhou funções em editoriais de moda, política, policial e também assina a coluna Holofote, no site Observatório da TV (UOL).

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter