Você sabia? Doença de Vitória, em Triunfo do Amor, seria de outra personagem

Felipe Brandão
Felipe Brandão
Victoria Ruffo como Vitória Sandoval em Triunfo do Amor (Divulgação / SBT)
Victoria Ruffo como Vitória Sandoval em Triunfo do Amor (Divulgação / SBT)

Uma reviravolta inesperada veio agitar os capítulos mais recentes de Triunfo do Amor. Vitória (Victoria Ruffo) mal havia se recuperado do baque de ver seu ex-marido, Osvaldo (Osvaldo Ríos), à beira da morte e já recebeu outra má notícia: estava com câncer de mama e teria que se submeter a uma cirurgia de emergência para retirada do tumor.

O que talvez muitos não saibam – ou não se lembrem – é que, se fosse seguido o roteiro original criado por Delia Fiallo, a doença de Vitória seria retratada por meio de outra personagem. Mais especificamente, de Linda (Dorismar).

Conforme essa versão da história, Linda descobriria à certa etapa da novela um tumor maligno na região dos seios. A aproximação com a morte provocaria uma profunda mudança na personalidade da moça, que se arrependeria de ter se relacionado por interesse com Osvaldo Sandoval e acabaria a história bela, recatada e do lar, ao lado de João José (Cuautéhmoc Blanco), o bombeiro que sempre a amou.

Em O Privilégio de Amar (1998), versão anterior de Triunfo do Amor, esse mote foi seguido à risca por Lourença (Sabine Moussier), personagem correspondente a Linda, assim como por Inocência (Bárbara Paz) em Cristal (2006), trama brasileira produzida pelo SBT com base no original venezuelano que gerou as três adaptações posteriores.

Na trama que Silvio Santos exibe atualmente, a situação foi diferente porque o comportamento de Linda, à época da exibição de Triunfo no México, em 2010, desagradou em cheio às telespectadoras – a atuação de Dorismar, na verdade tampouco ajudou muito nesse sentido.

Foi aí que Salvador Mejía e Liliana Abud, produtor e roteirista do folhetim, decidiram eliminá-la da história, apesar de sua permanência ter sido fundamental nas versões anteriores. Por isso, Linda acabou assassinada por Helena (Dominika Paleta) e Guilherme (Guillermo García Cantú) logo nos primeiros meses do melodrama.

Considerando, porém, que o mote do câncer de mama ainda poderia render bons momentos ao remake de 2010, a dupla decidiu reaproveitá-lo de outra forma, passando esse drama para Vitória Sandoval. E vocês, qual desenvolvimento dessa trama preferem?

Felipe Brandão

Felipe Brandão

Felipe Brandão é jornalista diplomado desde 2012 - mas sua paixão pela TV e pelas novelas, especialmente as latinas, começou desde muito cedo em sua vida. Gosta de tudo o que envolve arte, apesar de seu apreço duvidoso pelos filmes de um certo boneco Chucky... Ninguém é perfeito, né?

Post Relacionados

Fique conectado!

Assine a nossa newsletter

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on whatsapp